Biblioteca

O que fazer quando o preço das suas ações estiver caindo?

Toda vez é assim: basta haver rumores de uma nova crise mundial que o mercado já fica 'mal-humorado' e lá se vão os lucros das ações. Algum tempo se passa e, então, surge uma boa notícia. Os investidores (- ou seriam os especuladores?) voltam a comprar e o preço das ações volta a subir e, assim, todos ficam felizes novamente como se nada tivesse acontecido.

Sobe e desce. Comprar e vender. Sempre foi assim e tudo leva a crer que sempre será.

O interessante disso tudo é que a cada dia milhares de pessoas passam a 'entender' de ações e a 'conhecer' profundamente o mercado financeiro/bolsa e, nem por isso, as crises deixam de existir, o que permite uma reflexão:

Será que com elas esses problemas nunca acontecem?

Ocorre que o mundo não gosta de histórias reais como as que ocorrem na vida das pessoas de verdade. Destas, mortais, que trabalham, estudam, se qualificam, se dedicam aos seus empregos ou negócios para sustentar a família e que nem sempre (ou nunca!) viajam para Disney ou Paris - pois não têm dinheiro para gastar com futilidades, consumir artigos de luxo, freqüentar lugares badalados, dirigir carrões ou, simplesmente, comprar um remédio.

Nessa linha, parece que não há lugar para as pessoas comuns, mesmo que sejam gente de bem. A impressão que dá é que vivemos em um mundo de plástico, de faz de conta, onde todos tem que ser belos, sarados, perfeitos, inteligentes, bem sucedidos e, é claro, RICOS, afinal, é só isso que importa e que, portanto, significa "sucesso". Será?

Dê valor as pessoas, começando por você e pela sua família!

Hoje muitos jovens não sabem sequer o nome completo dos avós (quiçá dos antepassados ou parentes mais distantes). Mais raros ainda são os capazes de repetir histórias de família. Entretanto, inflam o peito para dar dicas 'quentes' sobre o mercado financeiro e o mundo mágico das ações, afinal, entender de dinheiro (mesmo quando não se tem!) é sinônimo de sucesso, de poder, de ser bacana, 'in', 'da hora' ou como queiram chamar.

Por estas e outras que as crises são especialmente desastrosas para os pequenos investidores.

Uma crise financeira tem o poder de mudar os nossos verdadeiros valores?

Em momentos de crise imagino que a saída seja perguntar a um destes experts da Geração Y (ou de qualquer outra geração!) o que fazer quando o dinheiro conquistado ao longo de anos de trabalho árduo está desaparecendo devido a irresponsabilidade e a ganância de milhares de 'investidores' pelo mundo. Ora, é razoável imaginar que o dinheiro deles continua à salvo e que suas ações devem até estar se valorizado, afinal, sofrer prejuízos é uma 'exclusividade' dos meros mortais, não é?

Por fim, vale lembrar a importância de não se deixar levar por achismos e palpites frágeis dos 'especialistas' que - nas horas difícies - somem do mapa.

Bons investimentos!

» Leia Agora: O impacto da crise financeira para a classe média

Nossos Produtos e Serviços