Biblioteca

Por que planejar a sua sucessão?

Você já pensou como e quem irá tomar conta dos seus negócios quando chegar a hora de diminuir o ritmo de trabalho?

Esse é o papel estratégico do Planejamento Sucessório.

As vantagens são muitas! Por exemplo:

1) Evitar conflitos entre os herdeiros sobre a destinação da herança.

Cada herdeiro tem expectativas e visão diferente sobre o destino dos bens da herança. A reunião dos bens em uma holding, por exemplo, cria uma universalidade de bens. O herdeiro, por sua vez, herda uma porção de quotas sociais e não um bem específico.

Os bens da herança não são distribuídos em condomínio entre os herdeiros, havendo, portanto, a possibilidade de predeterminação dos quinhões hereditários (“o que” será de “quem”). Diminui-se assim o risco de pulverização e dilapidação do patrimônio, uma vez que é lícito ao condômino exigir a divisão dos bens em comum. Já se o bem for indivisível será vendido para ser partilhado entre os herdeiros.

2) Facilitar a Administração dos Bens

Pode-se planejar a administração dos bens deixados, escolhendo, por exemplo, quem será o administrador da holding familiar. Este planejamento cria uma economia financeira, pois reduz custas, honorários profissionais, impostos (ITCMD e outros), gerando uma oportunidade de planejamento tributário.

A formalização de um processo de sucessão permite a criação de foros e mecanismos de solução de conflitos, como a instituição de um Conselho Familiar ou a eleição de um foro arbitral, mas sobre isso falaremos em breve.

Até a próxima!

» Leia Agora: Coaching de Imagem: o aval social por meio da imagem

Nossos Produtos e Serviços