Biblioteca

Ganhe dinheiro com estacionamentos!

Está cada vez mais difícil encontras vagas seguras e bem localizadas nas regiões e bairros mais movimentados das principais cidades brasileiras. A situação piora (e muito!) nos horários de pico e em dias de grandes eventos. Em parte, isso é resultado de uma nova tendência que vem ganhando cada vez mais espaço nas políticas urbanísticas: a sustentabilidade

Em síntese, a ideia é a seguinte: o pedestre deve voltar a ser o protagonista e os veículos particulares coadjuvantes. Em tese, tudo muito bonito, mas será que isso funciona na prática?

Embora este pensamento há décadas direcione os planos de ocupação das cidades dos países desenvolvidos, aqui no Brasil isso ainda é 'novidade'.

Ocorre que a burocracia para a aprovação de leis de zoneamento e uso do solo faz com que mesmo uma simples mudança no sentido de uma rua leve anos para ser aprovada, pois - além dos entraves políticos - existem inúmeros conflitos de interesse que, por sua vez, geram resistência por parte dos comerciantes, proprietários de imóveis que precisam ser expropriados, comunidades afetadas pelas mudanças, etc.

Resultado:

Muito tempo e dinheiro gastos e nenhum ganho significativo em termos de mobilidade para a população.

A justificativa continua sendo a inexistência de um transporte público de qualidade capaz de absorver o contingente de usuários que - efetivamente - deixaria os carros nas garagens e passaria a usar outros meios de locomoção. Sem tal alternativa, pelo menos no tocante ao trânsito, falar em cidade sustentável remete aos filmes de ficção (para não dizer drama ou terror!).

Falta de Vagas + Falta de Segurança = Mais Lucros para os Estacionamentos!

Ironicamente, sempre há quem se beneficie do caos. Neste caso, especificamente, estar no lugar certo, no ramo certo e no momento certo - definitivamente - faz toda a diferença.

O aumento exponencial da frota nacional de veículos observado em meados do ano 2000 garantiu o crescimento do setor. Hoje - mesmo em tempos de crise e de desaquecimento da economia - o negócio continua valendo muito a pena, dada a característica bastante objetiva do serviço prestado e do baixo custo operacional, principalmente se comparado ao de outras atividades. Além disso, a falta de segurança e o aumento da violência tornam o serviço, praticamente, essencial para a população.

Prova disso está na mudança de comportamento de milhões de proprietários de veículos segurados. Antigamente, quem tinha seguro quase nunca parava em estacionamentos pagos, desde que houvesse a opção de estacionar na rua. Definitivamente, isso mudou.

O aumento dos furtos e roubos de veículos faz com que mesmo quem tem a opção de estacionar na rua "prefira" parar seu carro num lugar seguro e sob vigilância, sem contar que - ao parar num local privado - a responsabilidade pela guarda do bem passa a ser do dono do estabelecimento, outra enorme vantagem para o usuário que - no mínimo - não precisará desembolsar o valor da franquia em caso de sinistro, furto ou roubo.

Inovação + Tecnologia = Mais Lucros para os Estacionamentos!

Engana-se quem imagina que o setor não esteja passando por profundas mudanças tanto em termos operacionais quanto em formatos de gestão.

Atualmente, boa parte das receitas das principais redes de shoppings centers do país vem da exploração de estacionamentos rotativos. O que antes era uma "cortesia" passou a ser um pilar do negócio em termos de faturamento e, consequentemente, de crescimento. Isso é fruto de investimento pesado em inteligência de gestão. Hoje, espaços com grande fluxo de veículos  - como shopping, aeroportos, estádios, etc - podem contar com sistemas integrados de controle de acesso/saída de veículos, estações de autoatendimento com múltiplos meios de pagamento, controle de permanência, fluxo de usuários em horários de pico, direcionamento de vagas e, principalmente, vigilância remota.

Algumas plataformas permitem o cruzamento de dados operacionais (ex. taxa de ocupação) com indicadores de desempenho de receitas e despesas, o que faz destas ferramentas um forte aliado dos empresários do ramo e - quando bem utilizada - assegura os lucros.

Por fim, é fato que cada vez mais os estacionamentos farão parte do nosso dia a dia. Fica a dica para quem está pensando em empreender e/ou diversificar os seus investimentos.

Até a próxima!

A G9 é líder em Consultoria e Planos de Negócio de Estacionamentos Rotativos. Conheça nossos serviços!

» Leia Agora: Centros Comerciais: construção rápida, barata e muito lucrativa

Nossa missão é contribuir para o sucesso financeiro e pessoal dos nossos clientes.

G9 Investimentos - Consultores Associados